Renato Russo ganhará documentário feito a partir de 6 mil peças de seu acervo pessoal.

Foto: Instagram pessoal @renatorussooficial

Renato Russo é com certeza um dos maiores músicos brasileiros de todos os tempos, e no ano em que sua morte completa 25 anos, com aval de Giuliano Manfredini, o filho de Renato, a produtora Gávea Filmes, de Bianca de Felippes, recebeu autorização da Legião Urbana Produções para começar a rodar o filme sobre o cantor, que contará com mais de 6 mil peças do acervo pessoal de Renato Russo.

Fotos, instrumentos, móveis, diários, manuscritos e pinturas farão parte do acervo que ajudarão a contar a história de Renato Russo, que morreu aos 36 anos de idade, no ano de 1996. Estes itens foram expostos em 2017 no Museu da Imagem e do Som de São Paulo, e é considerado o maior acervo recuperado de um artista brasileiro.

As negociações para rodar o filme duraram três anos, e ainda não há um diretor definido. A produtora é a mesma que produziu os longas Faroeste Caboclo (2013) e Eduardo e Mônica (2020).

O baterista da Legião Urbana, Marcelo Bonfá, se manifestou nessa quarta-feira (10/3), criticando a produtora.

Dudu Guerreiro

Sou fundador da Chá de Fita, amo escrever e sou amante da cultura brasileira, além de ser fotógrafo, produtor de eventos e ilustrador.